Líderes de oposição pedem renúncia do presidente Michel Temer

113

Líderes de partidos de oposição e alguns congressistas de partidos aliados do governo se reuniram na liderança do PDT na Câmara para avaliar as medidas a serem tomadas diante das denúncias envolvendo o presidente Michel Temer, que teria sido gravado em vídeo negociando propina para manter o silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Em nota conjunta, lida pelo líder do PDT, deputado Weverton Rocha (MA), os congressistas pedem o afastamento e a renúncia imediata do presidente e a realização de eleições diretas para a Presidência da República.

Weverton anunciou que as bancadas irão agir de forma conjunta e definir nesta quinta-feira as estratégias junto ao TSE e ao STF, onde os congressistas esperam obter uma declaração de que é possível realizar eleições diretas em caso de vacância no cargo. E adiantou que será protocolado um novo pedido de impeachment com base nos fatos divulgados nesta quarta-feira.

Confira a íntegra da nota lida na coletiva de imprensa:

PELA DEMOCRACIA

Nós, congressistas de diversos partidos, nesta hora gravíssima que o País vive, com denúncias substantivas que envolvem diretamente Michel Temer, nos constituímos em fórum permanente pela democracia e exigimos, em diálogo com as forças vivas da sociedade:

1 – RENÚNCIA/AFASTAMENTO imediato do Presidente;

2 – ELEIÇÕES DIRETAS JÁ para Presidente da República.

Nesse sentido, estamos empenhados no Congresso, junto ao STF e ao TSE para que sejam tomadas todas as urgentes medidas nessa direção.

Congresso Nacional, Brasília, 17 de maio de 2017

PDT

PT

PCdoB

PSB

PSOL

REDE

e Congressistas de diversos partidos

 

COMPARTILHAR